Japão rejeita críticas de Trump sobre iene desvalorizado

Tóquio, 1 Fev 2017 (AFP) - O Japão, acusado por Donald Trump de desvalorizar sua moeda para tornar as exportações do país mais competitivas, criticou nesta quarta-feira as declarações do presidente americano uma semana antes da visita a Washington do primeiro-ministro nipônico Shinzo Abe.

"Sempre afirmamos que as críticas de que estimulamos a queda do iene não eram justificadas", reagiu de modo diplomático Shinzo Abe no Parlamento.

Horas ante, o porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, havia sido mais discreto.

As acusações estão "fora de propósito", afirmou Suga, que recordou o compromisso do G20 de abster-se de realizar desvalorizações competitivas.

O vice-ministro das Finanças, Masatsugu Asakawa, também rejeitou as críticas.

"A política financeira do Japão tem uma meta interna: acabar com a deflação. As cotações cambiais são definidas pelos mercados. Nós não as manipulamos", disse Asakawa, responsável pelos assuntos internacionais.

A política monetária muito flexível do Banco do Japão (BoJ) tende a fragilizar o iene em relação ao dólar, mas a meta do Banco central "não é desvalorizar o iene", insistiu Suga.

bur-anb/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos