México e a UE concordam em acelerar acordo comercial

Bruxelas, 1 Fev 2017 (AFP) - O México e a União Europeia concordaram nesta quarta-feira em acelerar as negociações sobre a modernização do acordo comercial vigente entre as partes, em um momento de tensão política e comercial entre o país latino-americano e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

"Juntos temos visto com preocupação o atual crescimento do protecionismo em todo o mundo", disseram em um comunicado conjunto o secretário mexicano da Economia, Ildefonso Guajardo, e a comissária europeia do Comércio, Cecilia Malmström.

"Agora que estamos em um estágio avançado de nosso trabalho conjunto para aprofundar o comércio entre as partes, vamos acelerar o ritmo das negociações", acrescentaram.

No final de maio, as autoridades europeias e mexicanas iniciaram as negociações para modernizar o seu acordo de livre comércio em vigor desde julho de 2000, apesar de a posição do México ter mudado "nas últimas duas semanas" em vista de uma conclusão "mais rápida", indicou à AFP uma autoridade europeia.

"Isto se deve à política interna. [O México] precisa refletir, saber que pode chegar a acordos com outros parceiros", acrescentou esta fonte.

Trump, que anunciou a construção de um muro entre o seu país e o México, ameaçou durante a campanha eleitoral abandonar o tratado comercial vigente desde 1994 entre os dois países e Canadá (NAFTA), considerando que os mexicanos eram os únicos beneficiários da aliança.

O México, que é favor de renegociar o tratado, busca aprofundar as suas relações com outros parceiros comerciais em várias regiões do mundo, como o bloco europeu.

A decisão de acelerar o acordo com a UE "coincide com as instruções do presidente Enrique Peña Nieto, no sentido de fortalecer a presença do México no mundo", apontou o governo mexicano em um comunicado.

Entre 2005 e 2015, o comércio nesse espaço de livre comércio de 625 milhões de habitantes ultrapassou 26 bilhões de euros a 53 bilhões de euros, segundo dados da Comissão Europeia.

As próximas rodadas de negociação devem acontecer em Bruxelas, de 3 a 7 de abril, e no México, de 26 a 29 de junho. Entre ambas as partes, Malmström viajará ao país latino-americano para avaliar o avanço das negociações a fim de concluí-las "em 2017", segundo o governo mexicano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos