Pesquisa indica que candidato de direita será eliminado no 1º turno na França

Paris, 1 Fev 2017 (AFP) - O candidato de direita à presidência da França, François Fillon, envolvido em um escândalo por um suposto emprego fantasma de sua esposa, seria eliminado no primeiro turno da eleição de abril, de acordo com uma pesquisa publicada nesta quarta-feira.

Fillon receberia 20% dos votos no primeiro turno, sendo superado pela líder da extrema-direita Marine Le Pen (26-27%) e pelo ex-ministro da Economia Emmanuel Macron (22-23%).

Macron, que nunca foi eleito para qualquer cargo, derrotaria Le Pen no segundo turno, em maio, com 65% dos votos.

Fillon perdeu de 5 a 6 pontos desde o início do ano, depois que a revista Le Canard Enchaîné revelou que a sua esposa recebeu mais de 800.000 euros por ter trabalhado como sua assistente parlamentar.

Na França não é ilegal que um deputado ou senador contrate membros de sua família, a revista informou que não existem registros de atividades da mulher de Fillon, que até agora havia se apresentado como dona de casa.

A Promotoria Financeira de Paris abriu uma investigação preliminar por desvio de fundos públicos para determinar se a questão envolveu um emprego fantasma, acusação que Fillon nega.

O candidato socialista Benoît Hamon, que venceu as primárias de domingo passado, ficaria em quarto lugar (16%), à frente do líder da extrema-esquerda Jean-Luc Mnélenchon (10%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos