Protestos em Cusco por adiamento de construção de aeroporto internacional

Lima, 1 Fev 2017 (AFP) - Moradores da região de Cusco protestaram nesta quarta-feira (1º) contra o adiamento da construção do aeroporto internacional de Chinchero, embora o governo tenha se comprometido a retomar a obra nesta semana.

"Registramos bloqueios nas estradas que conectam Cusco, Abancay e Lima. Os moradores jogaram pedras e troncos nas vias pela paralisação que iniciaram", disse à AFP José Aquino, da Polícia de Cusco.

A situação é preocupante para os comerciantes, já que essas vias são utilizadas por turistas para viajar ao monumento inca Ollantaytambo e à cidadela de Machu Picchu.

Desde a madrugada, centenas de manifestantes do distrito de Chinchero e Cusco protestam pelo adiamento da obra, avaliada em cerca de 500 milhões de dólares.

"Estamos nos mobilizando, porque esperamos muitos anos por esse projeto. Há uma exigência do governo nacional de cumprir o compromisso político de iniciar os trabalhos do projeto. Fomos praticamente enganados", disse o governador regional de Cusco, Edwin Ticona, à rádio RPP.

Na segunda-feira, o governo adiou o início da obra, devido a críticas de legisladores da oposição fujimorista, que consideram que as modificações no contrato de construção eram prejudiciais ao país.

O projeto é realizado por meio de uma parceria público-privada, embora em um adendo ao contrato o Estado tenha assumido 80% do financiamento. A alteração gerou questionamentos da oposição.

O presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, disse que as mudanças no contrato reduzem os custos da obra pela metade.

"Na sexta-feira (3), vamos estar com o presidente para dar início às obras desse importante projeto, esse aeroporto que terá 7,5 milhões de passageiros por ano", disse o ministro peruano dos Transportes, Martín Vizcarra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos