Governo da Colômbia liberta dois rebeldes do ELN

Bogotá, 2 Fev 2017 (AFP) - O governo da Colômbia anunciou nesta quinta-feia que foram colocados em liberdade os dois guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN) indultados dentro dos acordos para dar início aos diálogos de paz.

"Os dois guerrilheiros do ELN que foram indultados acabam de sair da prisão Palogordo de Girón, Santander (nordeste). Foram recebidos por uma comissão humanitária e membros do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, que facilitou a operação", informou uma porta-voz do Alto Comissariado para a Paz, ao comunicar a entrega de Nixon Cobos e Leivis Valero.

Anteriormente, o ELN, última guerrilha ativa na Colômbia, anunciou a libertação do ex-congressista Odín Sánchez, em seu poder desde abril passado.

A entrega desses homens era a condição para iniciar os diálogos de paz na próxima semana.

"A comissão humanitária do ELN cumpriu com sua palavra de entregar o sr. Odín. Esperamos nossos dois indultados já!", indicou o ELN, em mensagem na conta do Twitter de sua rádio oficial, a ELN Ranpal.

A rádio divulgou na véspera fotos dos membros da guerrilha e dos "fiadores de Equador, Noruega, Chile, Cuba e a Igreja [católica]", embarcando no avião do aeroporto Mariscal Sucre de Quito, com destino à Colômbia, para verificar as "libertações simultâneas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos