Presidente ucraniano organizará referendo sobre adesão à Otan

Berlim, 2 Fev 2017 (AFP) - O chefe de Estado ucraniano, Petro Porochenko, reafirmou a sua intenção de organizar um referendo sobre a adesão do país à Otan.

"Como presidente, sou guiado pela visão do meu povo e eu vou fazer um referendo sobre a questão da adesão à Otan", disse ele em uma entrevista a um grupo de jornais alemães, incluindo o Berliner Morgenpost, publicada nesta quinta-feira.

"O que conta para mim é a opinião da população ucraniana", acrescentou. "Quatro anos atrás, 16% (das pessoas) era a favor da adesão da Ucrânia à Otan. Hoje, são 54%", disse o presidente.

No entanto, o chefe de Estado não informou nenhuma data sobre o assunto. "Se os ucranianos se pronunciarem a favor, farei o meu melhor para conseguir a adesão à Otan", prometeu.

A Ucrânia expressa a sua intenção de aderir à Otan desde a formação de um governo pró-ocidental em fevereiro de 2014, após a revolta de Maidan, da anexação no mês seguinte da Crimeia pela Rússia e do início do conflito separatista pró-russo no leste do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos