ONU calcula em 250 mil os iraquianos que poderiam fugir de combates em Mossul

Genebra, 3 Fev 2017 (AFP) - Duzentos e cinquenta mil iraquianos poderiam fugir da cidade de Mossul antes de uma nova ofensiva militar nos bairros do oeste, sob controle islamita, advertiu a ONU nesta sexta-feira.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) e outras organizações se preparam intensamente para responder "a uma possível nova fuga importante de iraquianos que escapam da última fase programada da ofensiva militar no oeste de Mossul", declarou à imprensa o porta-voz do Acnur, Matthew Saltmarsh.

Segundo ele, até um quarto de milhão de pessoas poderiam deixar os setores do oeste, que tem 750.000 habitantes.

"Uma população importante está retida no oeste de Mossul e estamos, certamente, extremamente preocupados com este tema", disse Saltmarsh.

Mais de 161 mil pessoas já tinham fugido da cidade desde o início da ofensiva militar, em 17 de outubro, contra o grupo Estado Islâmico (EI), mas 30.000 voltaram depois que o exército iraquiano retomou o controle da parte leste da cidade.

Os combates para tomar o oeste de Mossul se anunciam mais sangrentos, visto que os combatentes do EI se entrincheirados nas ruelas da parte antiga da cidade.

A Acnur, que instalou sete acampamentos e está implantando outros dois, pode acolher atualmente 66.000 pessoas.

nl-gca/apo/es/acc/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos