Provável futuro embaixador dos EUA em Bruxelas prevê fim da UE

Berlim, 3 Fev 2017 (AFP) - Ted Malloch, que provavelmente será o próximo embaixador dos Estados Unidos na União Europeia (UE), previu, em uma entrevista, o desaparecimento do bloco, afirmando que a saída do Reino Unido é apenas a primeira etapa.

"Se olharem a Europa, podem escolher as duas letras que quiserem e colocá-las diante da palavra 'exit' [saída em inglês]", disse, em entrevista à edição de sábado do semanário alemão Der Spiegel, que teve alguns trechos divulgados nesta sexta-feira.

Trata-se de uma referência a termos como 'Brexit' - saída da Grã-Bretanha da UE -, 'Grexit' (para a Grécia) ou 'Frexit' (para a França).

Malloch, que já ocupou vários cargos diplomáticos representando os Estados Unidos, é o favorito para representar o país na UE.

Na entrevista à Der Spiegel, voltou a afirmar que, segundo ele, o euro "é uma experiência equivocada" e que se trabalhasse em um banco de investimentos "apostaria contra o euro".

Questionado sobre estas declarações durante uma cúpula europeia em Malta, o presidente francês, François Hollande, disse que é "melhor nomear um embaixador [americano na UE] que acredite na instituição com a qual deve trabalhar".

Na quinta-feira, vários líderes do Partido Popular Europeu (PPE, direita), assim como eurodeputados socialistas pediram à UE que não o aceite como embaixador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos