EUA: democratas querem Bannon fora do Conselho de Segurança Nacional

Washington, 4 Fev 2017 (AFP) - Um grupo de 50 legisladores democratas enviou, nesta sexta-feira (3), uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pedindo-lhe explicações sobre a designação do assessor estratégico Steve Bannon como membro permanente do Conselho de Segurança Nacional, mesmo sem experiência formal em Política Externa.

Na semana passada, Trump publicou um memorando sobre a reorganização do órgão, gerando reações e polêmica.

Em sua reforma, colocou Bannon no Comitê Principal e excluiu o chefe do Estado-Maior Conjunto e o diretor de Inteligência Nacional. Ambos poderão assistir às reuniões do comitê apenas quando forem discutidos "assuntos relacionados com suas responsabilidades e experiência".

"A Segurança Nacional nunca deve ser vítima da política partidária", escreveram os democratas, na carta liderada pelos congressistas Ted Deutch e Jerrold Nadler.

"Nós o estimulamos, fortemente, a restabelecer ao diretor de Inteligência Nacional e ao chefe do Estado-Maior Conjunto sua legítima condição de membros titulares do Comitê Principal", defendeu o texto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos