Qatar Airways volta a transportar passageiros dos países afetados por decreto de Trump

Em Doha

  • Leon Neal/ AFP

A companhia aérea Qatar Airways anunciou neste sábado (4), após o bloqueio por um juiz federal da ordem executiva anti-imigração do presidente Donald Trump, que voltará a transportar para os Estados Unidos cidadãos dos sete países afetados pela proibição de entrada em território americano.

O site da Qatar Airways afirma que a empresa irá aplicar as novas normas sempre e quando os passageiros tiverem um visto em vigor.

"Os cidadãos dos sete países (Iraque, Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen), bem como todos os refugiados que tiverem visto ou residência permanente (Green Card), serão autorizados a viajar para os Estados Unidos", afirma o comunicado.

A Qatar Airways viaja para pelo menos 15 cidades americanas, entre elas Nova York, Atlanta e Chicago.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos