Anistia: Síria enforcou 13 mil pessoas na prisão em cinco anos

Beirute, 7 Fev 2017 (AFP) - A Anistia Internacional acusou o governo sírio, nesta terça-feira (7), de ter enforcado cerca de 13 mil pessoas em cinco anos, entre 2011 e 2015, em uma prisão do governo perto de Damasco, denunciando uma "política de extermínio".

Intitulado "Matadouro humano: enforcamentos e extermínio em massa na prisão de Saydnaya", o relatório da ONG se baseia em entrevistas com 84 testemunhas, incluindo guardas, detentos e juízes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos