Kremlin espera desculpas da Fox News, que chamou Putin de assassino

Moscou, 6 Fev 2017 (AFP) - A rede de televisão Fox News deve pedir desculpas ao presidente russo Vladimir Putin por tê-lo chamado de "assassino" durante uma entrevista com o presidente americano Donald Trump, declarou nesta segunda-feira o porta-voz do Kremlin.

"Consideramos que tais declarações da parte de um jornalista da Fox News são inadmissíveis e, para dizer a verdade, gostaríamos que esta cadeia respeitável apresentasse suas desculpas ao presidente", declarou Dimitri Peskov aos jornalistas.

No entanto, o porta-voz do Kremlin se negou a comentar a reação de Trump que, de forma inesperada, convidou os americanos a fazer seu próprio exame de consciência.

O diálogo aconteceu quando o jornalista chamou Putin de assassino depois que Trump reiterou que respeitava seu colega russo.

"Há muitos assassinos, muitos assassinos. Você acha que nosso país é tão inocente?", questionou Trump.

Na entrevista com a Fox News, Trump insistiu que gostaria de se entender com a Rússia, principalmente na luta contra o grupo Estado Islâmico (EI).

"Se a Rússia nos ajudar no combate ao EI e contra o terrorismo islâmico no mundo, é algo bom", afirmou Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos