Presidente Assad privilegia defesa da Síria ao TPI

Damasco, 7 Fev 2017 (AFP) - A defesa da Síria é mais importante que o Tribunal Penal Internacional (TPI) que julga crimes contra a humanidade, declarou o presidente sírio, Bashar al-Assad.

"Para mim enquanto presidente, quando assumo a responsabilidade de defender o país, e da mesma maneira o governo e as forças armadas, não olhamos para isso, não prestamos atenção", declarou Assad a jornalistas que o perguntavam sobre a possibilidade de que autoridades sírias sejam julgadas pelo TPI de Haia.

O conflito na Síria deixou ao menos 310.000 mortos e milhões de deslocados. Além disso, a Anistia Internacional denunciou nesta terça-feira a eliminação de 13.000 pessoas em uma prisão perto de Damasco de 2011 a 2015.

"Não prestamos nenhuma atenção a este tribunal nem a nenhuma instância internacional", acrescentou o presidente sírio em uma entrevista concedida a jornalistas belgas e divulgada nesta terça-feira pela agência oficial Sana.

"Todos sabemos que as instituições da ONU são tendenciosas devido à influência americana, britânica e francesa", disse.

"Não agem para promover a estabilidade no mundo ou para buscar a verdade; estão politizadas para aplicar o programa destes países", disse Assad.

"Devemos defender nosso país por todos os meios", insistiu Assad.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos