Turquia critica lei israelense que legaliza colônias na Cisjordânia

Istambul, 7 Fev 2017 (AFP) - A Turquia criticou nesta terça-feira a nova lei israelense que legaliza dezenas de colônias judaicas construídas em terras privadas palestinas na Cisjordânia ocupada.

"Condenamos energicamente a adoção pelo Parlamento de Israel de uma lei que aprova vários assentamentos construídos em propriedade privada dos palestinos", afirma o ministério turco das Relações Exteriores em um comunicado.

A crítica do ministério turco coincide com a visita - a primeira em sete anos - de um importante ministro turco a Tel Aviv.

A "inaceitável" política israelense contradiz as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e "destrói as bases para a solução de dois Estados", completa o comunicado.

A lei foi aprovada com 62 votos a favor e 52 contrários em terceiro e último turno, depois que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu anunciou que havia informado ao governo americano sobre o tema.

A reação turca foi divulgada no momento em que o ministro do Turismo, Nabi Avci, se reunia com seu colega israelense em Tel Aviv, na primeira visita de um integrante do governo turco a Israel desde o restabelecimento das relações entre os dois países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos