Juiz indicado ao Supremo chama ataques de Trump de 'desmoralizantes'

Washington, 9 Fev 2017 (AFP) - Indicado por Donald Trump para a Suprema Corte dos Estados Unidos, o magistrado Neil Gorsuch qualificou, nesta quarta-feira (8), de "desanimadores" e "desmoralizadores" os ataques do presidente americano no Twitter ao juiz que suspendeu a aplicação de seu decreto anti-imigração.

Trump chamou o magistrado federal James Robart, do estado de Washington (noroeste), de "suposto juiz", depois que elesuspendeu, na sexta-feira, a aplicação do decreto presidencial. A decisão teve alcance nacional.

O presidente americano também considerou a decisão de Robart "escandalosa", segundo um comunicado divulgado pela Casa Branca.

Gorsuch expressou sua opinião sobre as declarações de Trump durante uma reunião com o senador democrata de Connecticut Richard Blumenthal.

"Disse claramente que (os comentários de Trump) eram desanimadores e desmoralizadores", contou depois Blumenthal, citado pela rede CNN.

Questionado pela AFP nesta quarta-feira (8), o porta-voz de Gorsuch, Ron Bonjean, confirmou que esses termos foram pronunciados pelo juiz.

Em 31 de janeiro, Trump nomeou Gorsuch, um juiz conservador de 49 anos, para ocupar um dos nove assentos na Suprema Corte. A cadeira estava vaga há quase um ano, desde a morte do juiz Antonin Scalia.

Atualmente, a Suprema Corte americana conta com quatro magistrados de tendência progressista e quatro de tendência conservadora. A decisão de Trump de nomear Gorsuch rompe esse equilíbrio e pode ter consequências sérias para a evolução da sociedade americana.

A nomeação precisa ser ratificada pelo Senado, um processo que deve se estender por meses, dada a oposição democrata.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos