Opositor russo condenado a cinco anos de prisão com sursis

Moscou, 8 Fev 2017 (AFP) - O opositor russo Alexei Navalny foi condenado nesta quarta-feira a cinco anos de prisão com sursis por desvio de fundos, em um julgamento que havia sido adiado em primeira instância pelo Supremo Tribunal.

Navalny, opositor e blogueiro anti-corrupção de 40 anos, anunciou que irá recorrer desta decisão ante as mais altas instâncias e afirmou que continua determinado a se apresentar na eleição presidencial russa de 2018.

"Faremos a nosso campanha eleitoral apesar do que acontecer neste tribunal", ressaltou Navalny a repórteres logo após a leitura da sentença pelo juiz.

"A partir de amanhã, o Kremlin começará a cantar sua música, segundo a qual não tenho o direito de participar na campanha. Mas a Constituição estabelece que todos que não estão na prisão têm o direito de concorrer", acrescentou.

Navalny é acusado de ter organizado em 2009 o desvio de 400.000 euros em detrimento de uma empresa pública, quando ele era consultor do governador liberal da região de Kirov, 900 km a leste de Moscou.

O opositor, que diz que seu caso foi fabricado para afastá-lo da cena política, havia sido condenado a uma pena idêntica em um primeiro julgamento, denunciado como "arbitrário" e "de natureza política" em fevereiro de 2016 pela Corte Europeia de Direitos Humanos (CEDH).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos