Seis funcionários da Cruz Vermelha mortos no Afeganistão

Cabul, 8 Fev 2017 (AFP) - Seis funcionários da Cruz Vermelha morreram no norte do Afeganistão e outros dois continuam desaparecidos, anunciou nesta quarta-feira a organização internacional.

Os trabalhadores da organização foram assassinados na instável região de Jawzjan, informou o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), sem revelar a nacionalidade das vítimas nem a identidade do grupo que pode estar por trás do incidente.

"Podemos confirmar que seis de nossos colegas morreram e dois continuam desaparecidos na província de Jawzjan", disse um porta-voz do CICV à AFP.

"Estamos comovidos e devastados", lamentou.

As mortes acontecem poucas semanas depois da libertação de um funcionário espanhol do CICV que havia sido sequestrado em 19 de dezembro, quando viajava com uma equipe da organização entre Mazar-i-Sharif e a província vizinha de Kunduz, reduto talibã.

Ele foi liberado em meados de janeiro, mas nem o CICV nem as autoridades locais informaram como o sequestro acabou ou citaram os suspeitos do crime.

"Devastado por estas informações procedentes do Afeganistão", escreveu no Twitter o presidente do CICV, Peter Maurer, que apresentou "o mais profundo pêsame às famílias dos falecidos e dos que permanecem desaparecidos".

us-ac/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos