União Europeia eleva ajuda ao Haiti em apoio a novo presidente

Porto Príncipe, 8 Fev 2017 (AFP) - A União Europeia (UE) anunciou nesta quarta-feira (8) para o novo presidente do Haiti, Jovenel Moïse, a entrega de 35 milhões de euros como ajuda suplementar ao país.

Esta quantia está destinada aos esforços humanitários e à assistência econômica de milhares de pessoas que perderam tudo depois da passagem do furacão Matthew pelo sul do país, no início de outubro.

"Esta ajuda inclui 16 milhões de euros de ajuda humanitária e 19 milhões de euros de ajuda ao desenvolvimento, principalmente em forma de ajuda orçamentária", explicou a diplomata da UE Edita Hrda à imprensa, após uma reunião com Jovenel Moïse.

Os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, e da Comissão Europeia, Jean-Claud Juncker, parabenizaram por escrito o novo chefe de Estado haitiano, que tomou posse na terça-feira (7), e o convidaram para realizar uma visita oficial a Bruxelas.

"Estamos dispostos a reforçar nossa relação com a nova administração para acompanhar o Haiti em sua reativação econômica, social e ambiental", indicou Hrda, que explicou que a reunião com o presidente haitiano se centrou no "Estado de Direito, governo e direitos humanos, a luta contra a corrupção e as reformas eleitorais".

A UE é um dos principais contribuintes internacionais no apoio aos esforços do Haiti para seu desenvolvimento econômico e social.

Com o anúncio destes 35 milhões suplementares, a ajuda europeia ao Haiti para o período 2014-2020 aumenta para 455 milhões de euros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos