Mais de 421.000 colonos israelenses na Cisjordânia ocupada no fim de 2016 (ONG)

Jerusalém, 9 Fev 2017 (AFP) - Mais de 421.000 colonos israelenses viviam no fim de 2016 na Cisjordânia, território palestino ocupado por Israel há 50 anos, ou seja 3,9% a mais que em 2015, indicou nesta quinta-feira (9) Yesha, principal organização de colonos.

Estes números levam em conta os israelenses que vivem na Cisjordânia ocupada, mas não em Jerusalém Oriental ocupada e anexada, onde, segundo o Jerusalem Institute for Israel Studies, 203.490 israelenses viviam em bairros de colonização em 2014.

Estas estimativas são publicadas após o Parlamento de Israel adotar, nesta semana, uma polêmica lei que facilita a apropriação de centenas de hectares de terras palestinas na Cisjordânia.

A lei, adotada na segunda-feira (6), possibilita que Israel exproprie, sob compensação, os proprietários palestinos de terrenos particulares situados na Cisjordânia ocupada e onde os colonos israelenses construíram sem autorização.

O objetivo é legalizar, de acordo com o Direito israelense, as chamadas colônias "selvagens", que não obtiveram todas as autorizações necessárias dos responsáveis israelenses, e evitar demolições por decisão judicial.

Duas organizações de defesa dos direitos humanos enviaram, na quarta-feira (8), o primeiro recurso para a Suprema Corte para anular a lei.

Nas últimas semanas Israel considerou que o novo presidente Donald Trump é mais favorável a suas políticas e, aproveitando sua chegada, realizou cinco anúncios de colonização que envolvem seis mil moradias na Cisjordânia e Jerusalém Oriental ocupadas.

Israel diferencia as colônias reconhecidas das "selvagens". Mas a Cisjordânia é um território ocupado por Israel desde 1967 e de acordo com o Direito Internacional, todas as colônias lá são ilegais.

Uma grande parte da comunidade internacional considera a colonização como um obstáculo para a paz entre israelenses e palestinos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos