Assad afirma que há 'terroristas' entre os refugiados sirios

Washington, 10 Fev 2017 (AFP) - O presiente da Síria, Bashar al Assad, afirmou que entre os milhões de refugiados que abandonaram o país pelo conflito há terroristas, segundo uma entrevista do Yahoo News publicada nesta sexta-feira.

Ao ser consultado pelas afirmações neste sentido do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Assad concordou.

"É possível encontrá-los na rede", afirmou.

"Esses terroristas que na Síria portavam metralhadoras ou matavam gente são pacíficos refugiados na Europa e no Ocidente", enfatizou.

O presidente não especificou quantos dos 4,8 milhões de refugiados sírios seriam terroristas. "Não é preciso um número significativo para cometer atrocidades", observou.

Também rejeitou a proposta de Trump de criar zonas de segurança na Síria para civis deslocados pela violência e, desta maneira, evitar sua migração para outros países.

"As zonas de segurança para os sírios só poderão ser criadas quando houver estabilidade. Onde não houver terroristas. Onde não houver apoio a esses terroristas por parte de países vizinhos ou dos países ocidentais", acrescentou.

"Não é uma ideia realista de forma alguma", concluiu.

Em janeiro, a Casa Branca ordenou ao Pentágono e ao Departamento de Estado que elaborem um plano para criar zonas de segurança na Síria e nos arredores da região.

grf/pg/val/yow/cn

YAHOO!

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos