Suposto ladrão de joias da premiação Goya se entrega às autoridades

Madri, 10 Fev 2017 (AFP) - O suposto autor do roubo de joias colocadas à disposição dos artistas que participaram na premiação de cinema Goya, avaliadas em 30.000 euros, se entregou na quinta-feira à polícia de Madri.

O homem de 50 anos e sem antecedentes criminais se apresentou à delegacia do bairro de San Blas, zona leste da capital, e entregou as joias.

Os organizadores da festa descobriram o roubo na terça-feira, quando recolhiam todas as peças que haviam sido disponibilizadas aos participantes em uma quarto de hotel.

As joias da marca espanhola Suárez estavam guardadas em caixas em um pequeno cômodo anexo a outro quarto do hotel Marriott Auditorium.

O homem foi detido e será interrogado. O suspeito é funcionário de uma empresa responsável por instalar a luz em palcos.

O jornal El Pais informa que ele disse à polícia que não tinha conhecimento do valor das joias. Ele acreditava que eram "baratas" e as levou como recordação.

Depois, ao tomar conhecimento do preço, confessou o furto aos chefes.

Também disse que atuou sozinho, sem cúmplices.

O Goya, chamado por muitos de Oscar espanhol, teve como grande vencedores em sua 31ª edição o thriller "Tarde para a ira", melhor filme espanhol, e o filme de fantasia "Sete Minutos Depois da Meia-Noite", de Juan Antonio Bayona, que levou nove estatuetas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos