Extremista que teria inspirado atentados na França é alvo de ataque aéreo no Iraque

Washington, 11 Fev 2017 (AFP) - A coalizão contra o grupo Estado Islâmico (EI) visou, em um ataque realizado na última semana perto de Mossul, no Iraque, o extremista francês Rashid Kassim, considerado o inspirador de vários ataques na França, confirmou na sexta-feira (10) o Pentágono.

O departamento de Defesa dos Estados Unidos não indicou o que aconteceu com o francês após o bombardeio "realizado nas últimas 72 horas".

Mas, em Paris, uma autoridade ligada ao combate ao terrorismo, que pediu anonimato, disse que Rashid Kassim provavelmente foi morto.

"Nós não temos nenhuma confirmação absoluta, mas uma certeza provável", disse ele.

Rashid Kassim, de cerca de trinta anos, orientou a partir da Síria vários ataques na França e incitou o terrorismo pela internet.

De acordo com uma fonte francesa próxima à investigação, foi "o instigador" da Larossi Abballa, que matou um policial e sua esposa em 13 de junho em Magnanville, um subúrbio de Paris.

E "emitiu diretamente instruções" a Adel Kermiche e Abdel Malik Petitjean, os dois assassinos do padre da igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, perto de Rouen (oeste) em 26 de julho, de acordo com a fonte.

Vestido com uniforme camuflado, turbante e barba preta, Kassim apareceu no final de julho em um vídeo de propaganda do EI no qual elogiou a ação do terrorista de Nice, na Riviera Francesa (86 mortos no 14 de julho), Mohamed Lahouaiej Bouhlel.

A França, que participa da coalizão anti-EI liderada pelos Estados Unidos no Iraque e na Síria, foi atingida desde 2015 por uma onda de ataques que mataram 238 pessoas.

lby-mm/sha/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos