Distúrbios na França em protesto contra suposto estupro policial

Bobigny, França, 12 Fev 2017 (AFP) - A França prendeu 37 pessoas perto de Paris, em distúrbios que explodiram depois da manifestação de apoio ao jovem negro que foi supostamente violentado sexualmente durante um controle policial.

Cerca de 2.000 pessoas protestaram no sábado, ante um tribunal, para pedir justiça para Théo, a vítima de 22 anos, que teve de ser operado depois de sofrer ferimentos graves na área retal durante um controle de identidade realizado pela polícia em Aulnay-sous-Bois, norte da capital francesa.

Os protestos na localidade de Bobigny, perto de Aulnay-sous-Bois, começou de forma pacífica, mas alguns participantes começaram a confrontar a polícia e atearam fogo a carros e quebraram vitrines e marquises.

Em meio ao caos, um dos manifestantes, um adolescente de 16 anos, conseguiu salvar uma menina que estava dentro de um carro em chamas.

A polícia acusou vários manifestantes de atos de vandalismo.

Os subúrbios de Paris têm vivido uma semana de distúrbios desde que o caso veio à tona.

O agente acusado de ter estuprado Théo com seu cassetete foi indiciado por estupro e três de seus colegas por violência. Os quatro foram suspensos de suas funções.

O caso de Théo despertou os protestos entre moradores de bairros de maioria imigrante, que acusam a polícia de uso excessivo da força.

kap-ger-jg/lch/gm/age/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos