Conselho de Segurança da ONU condena disparo de míssil norte-coreano

Nações Unidas, Estados Unidos, 13 Fev 2017 (AFP) - O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou nesta segunda-feira, por unanimidade, o lançamento pela Coreia do Norte de um míssil balístico e ameaçou "tomar mais medidas significativas" contra Pyongyang.

A China, principal aliado de Pyongyang, manifestou seu acordo com a resolução redigida pelos Estados Unidos, que qualifica o disparo efetuado no domingo de uma "grave violação" das resoluções da ONU.

"É hora de a Coreia do Norte preste contas, não com palavras, mas com fatos", manifestou o bloco.

O Conselho de Segurança se reuniu em caráter de urgência a pedido dos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul, no dia seguinte de Pyongyang lançar um novo míssil destinado, segundo Seul, a desafiar o novo presidente, Donald Trump.

O presidente prometeu na segunda-feira responder às autoridades norte-coreanas.

"A Coreia do Norte é um grande, grande problema", disse Trump durante uma coletiva de imprensa conjunta na Casa Branca com o premiê canadense, Justin Trudeau.

As resoluções da ONU proíbem Pyongyang operar com qualquer programa nuclear ou balístico.

Desde seus primeiros testes em 2006, o regime foi sancionado em seis ocasiões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos