Confrontos entre extremistas na Síria deixam ao menos 70 mortos

Beirute, 14 Fev 2017 (AFP) - Cerca de 70 combatentes extremistas islâmicos morreram nas últimas 24 horas na Síria em confrontos entre dois grupos anteriormente aliados, noticiou nesta terça-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Os combates entre a Frente Fateh al-Sham - segundo movimento extremista islâmico na Síria - e Jund al-Aqsa, um grupo ainda mais radical, refletem as crescentes divisões na província de Idleb entre os insurgentes, uma vez aliados contra o regime de Bashar al-Assad.

Em janeiro, a Fateh al-Sham já havia lutado contra grupos rebeldes nesta mesma província. Até então eles eram aliados sob o nome de Exército da Conquista. Esses combates duraram dez dias e causaram dezenas de mortes, de acordo com o OSDH.

Na madrugada de segunda-feira, a Fatah al-Sham entrou em confronto com o Jund al-Aqsa depois de tensões relacionadas a uma disputa de influência no sul da província de Idleb. O Jund al-Aqsa realizou um ataque a bomba contra uma sede da Fateh al-Sham, ex-facção da Al-Qaeda na Síria, matando nove pessoas.

Os combates e execuções entre os dois grupos deixaram pelo menos 69 mortos até esta terça-feira de manhã. A violência também alcançou a província vizinha de Hama.

"Estas são batalhas entre senhores da guerra. É uma guerra de influência", declarou à AFP Rami Abdel, diretor do OSDH.

Em outubro, a Fateh al-Sham anunciou que havia absorvido o Jund al-Aqsa, um grupo designado como "entidade terrorista" por Washington e detestado pelos rebeldes. No entanto, há quase um mês reverteu sua decisão e expulsou os membros deste pequeno grupo de suas fileiras.

O conflito na Síria tem se tornado cada vez mais complexo, com múltiplos atores sírios, grupos regionais e internacionais e jihadistas. A guerra já deixou mais de 310.000 mortos e forçou a fuga de mais de 10 milhões de pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos