Contas bancárias da Odebrecht na Venezuela foram congeladas

Caracas, 15 Fev 2017 (AFP) - A Justiça da Venezuela congelou as contas bancárias e os ativos da Odebrecht no país, após o escândalo de subornos da construtora a funcionários do governo em países da América Latina - informou o Ministério Público nesta quarta-feira (15).

"Em virtude da solicitação realizada pelo Ministério Público, foram acordadas as medidas reais de congelamento das contas bancárias, assim como a proibição de vender, ou taxar bens móveis e imóveis da empresa brasileira Odebrecht", afirmou um boletim da instituição.

O anúncio acontece um dia depois de os escritórios da companhia em Caracas terem sofrido busca e apreensão por militares para investigar supostos subornos a funcionários venezuelanos, em troca de contratos de obras públicas. Não foram informadas detenções durante essa operação.

O MP disse que solicitou à Interpol uma ordem de captura, mas não informou a identidade da pessoa, que estaria "supostamente vinculada com as irregularidades".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos