Danos por terremotos custaram 23 bilhões de euros à Itália

Roma, 15 Fev 2017 (AFP) - Os terremotos que sacudiram o centro da Itália a partir de agosto de 2015 causaram prejuízos estimados em 23 bilhões de euros, divulgou nesta quarta-feira (15) a Defesa Civil italiana.

Para estimar esse valor, levou-se em conta os danos diretos à propriedade privada, assim como aos estabelecimentos comerciais e ao patrimônio cultural. Também foram incluídos os gastos do Estado para as medidas emergenciais.

A Itália pede, portanto, que a União Europeia (UE) coloque à disposição o Fundo de Solidariedade.

De acordo com os números divulgados, os danos à edifícios privados são de aproximadamente 12,9 bilhões de euros, enquanto os de prédios públicos são de 1,1 bilhão de euros.

Os danos ao patrimônio cultural, especialmente em regiões com cidades que possuem vasta riqueza artística e raros povos medievais, é de aproximadamente 3 bilhões de euros.

Em novembro, a Itália solicitou que o Fundo de Solidariedade da UE seja disponibilizado em caso de desastres naturais.

Até então estimava-se que os danos totalizavam 7 bilhões de euros, após o terremoto de magnitude 6,0 atingir a região da Itália em 26 de agosto de 2015, deixando quase 300 mortos e causando estragos em várias localidades.

Sem dúvidas, sucessivos tremores ocorridos em outubro de magnitude superior a 5,0 graus, juntamente com milhares de réplicas, terminaram de destroçar vilas inteiras.

Ainda que necessitasse de uma estimativa completa para auxiliar, a Comissão Europeia adiantou 30 milhões de euros em novembro.

A estimativa de custo de danos causados pelos terremotos é um tema importante durante as discussões entre Roma e a União Europeia para definição do orçamento de 2017 para a Itália.

Roma considera que os gastos relacionados aos terremotos, juntamente com as operações de resgate de imigrantes no Mediterrâneo, aumentaram o déficit do país, que supera 1,8% do PIB estipulado pela Comissão Europeia.

bur-kv/age/bn/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos