EUA se afastam da solução de 'dois Estados' no Oriente Médio

Washington, 15 Fev 2017 (AFP) - Os Estados Unidos não insistirão em uma solução de "dois Estados" no Oriente Médio - declarou um funcionário de alto perfil da Presidência, nesta terça-feira (14), na véspera da visita do premiê israelense, Benjamin Netanyahu à Casa Branca.

"Uma solução de dois Estados que não traga a paz é um objetivo que ninguém busca alcançar", disse a mesma fonte que pediu para não ser identificada.

"A paz é o objetivo, seja sob a forma de uma solução de dois Estados - se for o que as partes querem -, seja outra coisa - se as partes quiserem", afirmou.

"Vai ser um problema deles. Não vamos ditar os termos da paz", acrescentou esse funcionário.

O presidente Trump será o anfitrião de Netanyahu na Casa Branca, nesta quarta-feira (15), e a expectativa é que manifeste seu desejo de ajudar a encontrar uma solução para o conflito no Oriente Médio.

Durante a maior parte dos últimos 50 anos, os sucessivos governos americanos - republicanos e democratas - apoiaram uma solução de dois Estados. Desde que Trump chegou à Presidência, porém, afirma que os EUA são um firme aliado de Israel.

arb-kal/elm/dg/cd/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Assine e receba em seu e-mail em dois boletins diários, as principais notícias do dia

UOL Cursos Online

Todos os cursos