Oito mulheres e uma criança morrem em bombardeio no Iêmen

Sana, 16 Fev 2017 (AFP) - Oito mulheres e uma criança morreram na noite de quarta-feira em um ataque aéreo contra uma cerimônia de luto perto de Sanaa, a capital do Iêmen, afirmaram fontes médicas nesta quinta.

Os rebeldes xiitas huthis, que controlam Sanaa e uma grande parte do norte do Iêmen, acusaram a coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, de ter lançado o ataque.

O porta-voz da coalizão não reagiu até o momento a estas acusações.

O ataque ocorreu na localidade de Sharah, distrito de Arhab, 40 km ao norte de Sanaa.

As vítimas do ataque foram transportadas a hospitais de Sanaa, indicaram as fontes médicas, que também informaram sobre 10 mulheres feridas.

O alvo do ataque aéreo era a casa de Mohamed al Nakai, onde era realizada uma cerimônia de luto, segundo a Sabanews.net, a agência rebelde dos huthis.

O Iêmen está afundado em uma guerra civil entre os rebeldes huthis, aliados dos simpatizantes do ex-presidente Ali Abdullah Saleh, e as forças partidárias do presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, apoiadas pela coalizão árabe.

A coalizão, que intervém militarmente desde março de 2015 no Iêmen, foi acusada em várias ocasiões de ataques aéreos que deixaram vítimas civis.

Desde o início da intervenção militar da coalizão, os combates deixaram mais de 7.400 mortos e 40.000 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos