Trump: informações sobre contatos com Rússia são 'falsas'

Washington, 16 Fev 2017 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira que as notícias de contatos entre sua equipe de campanha e a Inteligência russa são "falsas", assim como as supostas conversas de seu ex-conselheiro de Segurança Nacional, Michael Flynn, com o embaixador russo em Washington.

"Eles não sabem nada disso. Não foram à Rússia. Nunca fizeram um telefonema para a Rússia. Nunca receberam um telefonema. São informações falsas", disse Trump durante a coletiva.

Trump também defendeu Flynn, que pediu e teve aceita sua demissão esta semana, afirmando que o ex-funcionário não fez nada de errado ao manter conversas anteriores à posse com o embaixador russo, Sergei Kislyak.

"Está fazendo o seu trabalho. Apenas estava fazendo o seu trabalho", insistiu.

"O único é que não informou bem nosso vice-presidente", contou à imprensa.

Sobre seu ex-diretor da campanha Paul Manafort, que se demitiu 11 semanas antes das eleições de 8 de novembro, após revelações de que supostamente teria sido pago pelo governo ucraniano pró-russo de Viktor Ianukovitch, afirmou que "representava o governo ucraniano", mas "todo mundo sabia".

"Quanto a mim, não tenho nada na Rússia. Não tenho nenhum empréstimo na Rússia. Não tenho nenhum acordo na Rússia", repetiu. "Não tenho nada a ver com a Rússia".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos