Trump pede à Venezuela libertação 'imediata' de líder da oposição

Washington, 16 Fev 2017 (AFP) - O presidente americano, Donald Trump, pediu nesta quarta-feira (15) à Venezuela a libertação "imediata" do líder da oposição Leopoldo López, depois de se reunir com a esposa do venezuelano, Lilian Tintori.

"A Venezuela deveria permitir que Leopoldo López, um preso político e marido de @liliantintori (a quem acabei de conhecer com o senador @marcorubio), saia da prisão imediatamente", tuitou Trump.

Também no Twitter, Trump postou na Casa Branca uma foto com Lilian, com seu vice, Mike Pence, e com o senador republicano Marco Rubio.

A reunião de Trump com a mulher de uma das principais lideranças venezuelanas acontece em meio a uma confrontação diplomática entre Estados Unidos e Caracas.

Na segunda-feira (13), o Departamento americano do Tesouro impôs sanções econômicas ao vice-presidente venezuelano, Tareck El Aissami, sob acusação de tráfico de drogas. A decisão foi fortemente condenada por Caracas.

O governo americano alega que as sanções contra El Aissami são "o desfecho de uma investigação de vários amos". Maduro rebateu, afirmando que o "imperialismo está nos ameaçando".

Washington e Caracas não têm embaixadores nas respectivas capitais desde 2010.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos