Washinton pede a Pequim que ajude a 'moderar' Coreia do Norte

Bonn, 17 Fev 2017 (AFP) - O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, pediu nesta sexta-feira que a China atue "por todos os meios" para "moderar" a Coreia do Norte, depois de um novo lançamento de míssil, indicou um de seus porta-vozes.

Durante o primeiro encontro com seu colega chinês, Wang Yi, à margem da reunião do G20 na Alemanha, Tillerson apontou o perigo crescente representado pelos programas nucleares e de mísseis norte-coreanos, e pediu que a China utilize todos os meios disponíveis para moderar a atitude desestabilizadora da Coreia do Norte, indicou Mark Toner, porta-voz do Departamento de Estado americano.

Segundo o porta-voz de Tillerson, os dois ministros "discutiram sobre os esforços para fazer avançar a cooperação bilateral e também abordaram os assuntos divergentes com uma intenção construtiva".

Esta é a primeira reunião deste nível entre a administração americana e as autoridades chinesas desde que Donald Trump assumiu o poder.

O encontro ocorreu à margem da reunião do G20 em Bonn, Alemanha.

No dia anterior, o secretário de Estado americano assegurou que seu país estava decidido a defender a Coreia do Sul e o Japão, inclusive com o uso da dissuasão nucler frente a Pyongyang.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos