Correa pede que aceitem resultados das eleições no Equador

Quito, 19 Fev 2017 (AFP) - O presidente do Equador, Rafael Correa, pediu que aceitem os resultados das eleições deste domingo em seu país, nas quais o governismo é favorito, e sustentou que não haverá segundo turno.

"Querem fazer de tudo para que haja segundo turno; as pesquisas dizem claramente o contrário", manifestou Correa, que desistiu de tentar a reeleição por motivos pessoais.

O presidente socialista, no poder desde 2007, acrescentou: "vamos esperar os resultados e, com todo o espírito democrático, aceitemos a vontade do povo equatoriano expressada nas urnas".

O candidato governista Lenín Moreno é o favorito para as eleições, segundo pesquisas privadas.

Moreno, ex-vice-presidente entre 2007 e 2013, lidera a disputa (32,3% das intenções de voto), seguido pelo ex-banqueiro Guillermo Lasso (21,5%) e pela ex-deputada Cynthia Viteri (14%), ambos de direita e de oposição. Mais distante está o ex-prefeito de Quito e social-democrata Paco Moncayo (7,7%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos