Alemanha cancela atos de apoio a presidente turco

Istambul, 2 Mar 2017 (AFP) - O ministro turco da Justiça, Bekir Bozdag, cancelou nesta quinta-feira uma viagem marcada para a Alemanha depois que as autoridades alemãs cancelaram dois atos de apoio ao "Sim" no referendo constitucional destinado a fortalecer os poderes do presidente Recep Tayyip Erdogan.

Bozdag deveria pronunciar nesta quinta-feira um discurso ante a comunidade turca da cidade de Gaggenau (sudoeste) e se reunir posteriormente com seu colega alemão.

"Esta reunião com o ministro alemão da Justiça não será realizada, retornarei à Turquia", disse Bozdag em declarações formuladas em Estrasburgo ao canal privado de televisão NTV.

O anúncio de Bozdag foi feito depois que o prefeito de Gaggenau anunciou o cancelamento da reunião organizada pela União de Democratas Turcos Europeus (UETD).

"Como a organização do ato é conhecida em toda a região, a cidade espera uma grande quantidade de visitantes. A sala de Bad Rotenfels, os estacionamentos e as vias de acesso não são suficientes para a afluência prevista", indicou um comunicado do prefeito.

Paralelamente, a cidade de Colônia (oeste) indicou que não autorizaria um ato organizado pela UETD no domingo com o ministro turco da Economia, Nihat Zeybekci, em uma sala de reuniões da cidade.

"Este ato não pode ser realizado e não será", disse à AFP um porta-voz do município.

A Alemanha conta com uma numerosa comunidade turca de três milhões de pessoas implantada desde os anos sessenta, quando a Alemanha precisava de mão de obra para a indústria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos