Desemprego estável na Eurozona em janeiro a 9,6%

Bruxelas, 2 Mar 2017 (AFP) - O desemprego na zona do euro permaneceu estável em janeiro, a 9,6%, o menor nível desde maio de 2009, anunciou nesta quinta-feira a agência europeia de estatísticas Eurostat.

O primeiro mês de 2017 registrou 15,6 milhões de desempregados nos 19 países da moeda única, números similares ao mês anterior, indicou a Eurostat.

Apesar do índice de desemprego continuar abaixo da barreira simbólica dos 10% no conjunto da Eurozona, os dados nos países do sul do continente permanecem acima deste nível.

Na maioria dos países abalados pela crise os dados de janeiro permanecem iguais aos de dezembro, como em Portugal (10,2%) e Itália (11,9%). Na Espanha, o desemprego registrou um leve retrocesso, de 18,4% a 18,2% em janeiro.

A Grécia é o país com maior índice de desemprego, 23% (dados de novembro), seguida pela Espanha.

A Alemanha, maior economia do bloco econômico, registra novamente o menor índice, de 3,8%.

Nos 28 países da União Europeia, o índice de desemprego em janeiro foi de 8,1%, o que significa quase 20 milhões de pessoas sem trabalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos