Alemanha e Tunísia assinam novo acordo sobre imigração

Tunis, Tunísia, 3 Mar 2017 (AFP) - Alemanha e Tunísia anunciaram nesta sexta-feira a assinatura de um novo acordo sobre imigração durante a visita da chanceler Angela Merkel ao país do norte da África.

"O acordo contentará tanto a Tunísia como a Alemanha", afirmou o presidente tunisiano Beji Caid Essebsi ao lado de Merkel.

Essebsi garantiu que o documento "não atenta contra a soberania da Tunísia ou de qualquer outro país".

A chanceler alemã disse que, com o acordo, a Tunísia se compromete, entre outras coisas, a identificar "em um prazo de 30 dias" os cidadãos que tiveram pedidos de asilo rejeitados por Berlim.

O tema provocou polêmica no caso do tunisiano Anis Amri, suposto autor do ataque que deixou 12 mortos em 19 de dezembro em uma feira de Natal de Berlim.

A Alemanha acusou as autoridades tunisianas pelo bloqueio da repatriação de Amri durante vários meses em 2016, ao não identificá-lo como um de seus cidadãos.

Túnis rejeitou as acusações e atribuiu o atraso à complexidade do processo de identificação.

O acordo afeta 1.500 tunisianos com permissão de residência negada na Alemanha, afirmou Essebsi, que prometeu medidas nos consulados tunisianos na Alemanha para ajudar na identificação.

burs-gk/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos