Três soldados mortos em emboscada em mercado do sul da Tailândia

Bangcoc, 3 Mar 2017 (AFP) - Três soldados que estavam em uma patrulha no sul da Tailândia, cenário de uma rebelião separatista muçulmana, foram mortos por um grupo armado, anunciou a polícia local nesta sexta-feira.

O ataque aconteceu na quinta-feira à noite na província de Pattani.

"Não tiveram tempo de responder. Morreram na hora", afirmou Muhamad Maadwang, da polícia do distrito de Mayo, antes de indicar que o grupo armado era integrado por sete ou oito homens.

As forças de segurança e os políticos eleitos da região são alvos frequentes dos rebeldes desta região próxima da fronteira com a Malásia, anexada tardiamente à Tailândia.

Os insurgentes do sul da Tailândia, de etnia malaia e religião muçulmana, se consideram discriminados em um país de maioria budista.

Desde 2004, o conflito deixou mais de 6.800 mortos, civis em sua maioria.

No início da semana, o exército tailandês e os rebeldes muçulmanos concordaram em criar uma "zona de segurança" em uma das cinco províncias do sul, uma etapa importante porque as negociações estavam paralisadas há vários meses.

Até o momento não foi demarcada uma zona para o cessar-fogo.

bur-tib/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos