Pentágono investiga denúncias de que mulheres marines foram fotografadas nuas

Washington, 6 Mar 2017 (AFP) - O Departamento de Defesa dos Estados Unidos está investigando denúncias de que entre os marines circulam fotos de mulheres deste serviço nuas tiradas sem seu consentimento, disseram funcionários nesta segunda-feira (6).

As fotografias, compartilhadas em uma página secreta do Facebook que já foi desativada, mostravam supostamente mulheres marines total ou parcialmente nuas.

Publicadas na página chamada "Marines United", as fotos incluíam comentários lascivos, sexistas e ofensivos sobre algumas das mulheres.

"O corpo de Marines está profundamente preocupado pelas denúncias sobre os comentários depreciativos on-line e as fotografias obscenas no 'Marines United', um site fechado. Essa conduta destrói a moral, abala a confiança e degrada o indivíduo. O corpo de Marines não aprova esse tipo de conduta, que mina seus valores", afirmou a instituição em um comunicado publicado em seu site.

Qualquer marine que "compartilhar uma foto de outra pessoa tirada sem o consentimento dessa pessoa e em circunstâncias nas quais essa outra pessoa tem expectativas razoáveis de privacidade (...) pode ser submetido a um processo penal ou a medidas administrativas", acrescenta.

O presidente da comissão das Forças Armadas da Câmara de Representantes, Mac Thornberry, disse que o site era "inaceitável". "As revelações do tratamento que estas mulheres marines receberam são penosas", afirmou.

O escândalo está sendo investigado pelo Serviço Naval de Investigação Criminal (NCIS, em inglês).

O "NCIS está investigando aqueles que estão publicando fotos explícitas sem a permissão da pessoa nas fotos, que é potencialmente um crime grave", disse a agência em outro comunicado. "Além disso, o NCIS não discute os detalhes das investigações em curso".

Segundo o site de jornalismo investigativo Reveal, a página do Facebook tinha cerca de 30.000 seguidores. Não era pública e estava reservada aos Marines e outras corporações semelhantes, como as tropas da Marinha britânica.

Desta forma, "desde 30 de janeiro, mais de vinte mulheres" tiveram fotos suas em que estavam nuas, que foram compartilhadas sem o seu consentimento, assim como os agrupamentos e a unidade as quais pertenciam, indicou o Reveal.

Esse comportamento "não está de acordo com os valores do corpo de Marines e não será tolerado", disse no Twitter o general Robert Neller, comandante dos Marines.

O sucesso da corporação "se baseia na confiança mútua e no respeito", recordou.

A abertura para as mulheres de postos que têm a reputação de serem mais rígidos foi mal recebida por uma parte das tropas masculinas.

Muitos dos marines as veem como uma ameaça para os valores da fraternidade viril que foram cultivados tradicionalmente por este corpo militar.

Em setembro de 2015, os Marines publicaram um estudo no qual afirmaram que as unidades de combate mistas são menos eficazes que as exclusivamente masculinas, especialmente em matéria de tiro ou deslocamentos em terra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos