Republicanos revelam plano para substituir Obamacare nos EUA

Washington, 7 Mar 2017 (AFP) - A maioria republicana no Congresso dos Estados Unidos deu nesta segunda-feira (6) o pontapé inicial para a reforma do sistema de seguro de saúde e a revogação da reforma de Barack Obama, ao revelar um texto elaborado em acordo com o presidente Donald Trump.

"Nosso projeto de lei transfere o poder de Washignton para os americanos", declarou Kevin Brady, presidente de uma das comissões da Câmara de Representantes encarregada da reforma.

"É hora de virar a página e de salvar nosso sistema de saúde desta lei desastrosa", disse Paul Ryan, presidente da Câmara.

O "Obamacare" foi votado em 2010 pela maioria democrata da época e permitiu a mais de 20 milhões de americanos ter acesso a um seguro saúde.

Os republicanos, que controlam atualmente os poderes Executivo e Legislativo, se comprometeram há alguns anos revogar a reforma democrata, mas divergem sobre a forma de substituí-la.

O projeto revelado na segunda-feira, que será debatido nos próximos meses pelos legisladores, anula a obrigação universal de adquirir um seguro e reduz a intervenção do Estado.

O texto mantém, não obstante, dois dos pontos centrais do Obamacare: a possibilidade para as crianças de se inscreverem no seguro de seus pais até os 26 anos e a proibição de que as companhias de seguro discriminem os pacientes em função de seus antecedentes médicos.

Entretanto, um ponto do novo sistema deverá provocar manifestações por parte da ala conservadora do Partido Republicano: a instauração de um crédito fiscal de entre 2.000 e 14.000 dólares por ano para ajudar os cidadãos a pagar seu seguro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos