Trump assina nesta segunda-feira nova versão de decreto migratório

Washington, 6 Mar 2017 (AFP) - O presidente americano, Donald Trump, assinará nesta segunda-feira uma nova versão de seu decreto migratório que foi suspenso pela justiça, anunciou sua assessora Kellyanne Conway.

"Hoje um novo decreto", afirmou Conway durante uma entrevista ao canal Fox News.

O texto entrará em vigor em 16 de março.

A primeira versão do decreto impedia temporariamente a entrada no território dos Estados Unidos de todos os refugiados e de cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

A assessora do presidente confirmou que os residentes legais permanentes e aqueles com visto em vigência estarão excluídos do decreto. Também informou que o Iraque está fora da lista de países afetados.

"O Iraque não está mais na lista por suas melhorias nos procedimentos de verificação e por suas medidas de transmissão de informação", explicou.

Conway não confirmou se os outros seis países inicialmente envolvidos no decreto (Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen) permanecem na lista, nem se outros serão incluídos.

A assessora disse finalmente que os refugiados sírios agora serão tratados como os demais refugiados. No decreto original que foi bloqueado pela justiça, Trump havia determinado a suspensão de entrada dos refugiados durante 120 dias, mas no caso dos sírios a proibição era por tempo indefinido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos