Washington ainda não se decidiu sobre pacto nuclear do Irã (AIEA)

Viena, 6 Mar 2017 (AFP) - O novo governo dos Estados Unidos ainda não definiu sua posição em relação ao acordo sobre o programa nuclear do Irã, fortemente criticado pelo presidente Donald Trump durante sua campanha, afirmou nesta segunda-feira o chefe da AIEA, Yuyika Amano, após uma visita a Washington.

"O novo governo americano acaba de começar e está analisando o caso", declarou à imprensa o diplomata japonês em uma reunião da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em Viena.

"Ainda é muito cedo para que eles se pronunciem", ressaltou Amano, cinco dias depois de um primeiro encontro com o novo chefe da diplomacia americana, Rex Tillerson, na quinta-feira em Washington.

Durante sua campanha, Trump prometeu "desmantelar" o acordo sobre o programa nuclear concluído em 2015 entre Teerã e grandes potências (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha), qualificando-o de "horrível".

Trump não voltou atrás nessa posição desde que assumiu a presidência, em janeiro, mas também não reiterou essas declarações. A hostilidade do novo presidente em relação ao acordo, porém, preocupa as outras partes envolvidas.

No domingo, o ministro da Economia francês, Michel Sapin, advertiu, em ocasião de uma visita a Teerã, que o acordo não poderá ser questionado através de um tuíte, em referência ao meio de comunicação favorito de Trump.

O acordo com o Irã é considerado um dos principais êxitos diplomáticos do ex-presidente americano Barack Obama.

O pacto, concluído em Viena em julho de 2015, tem por objetivo garantir o caráter pacífico do programa nuclear iraniano em troca da suspensão das sanções internacionais contra o país.

Entrou em vigor em 2016 e representa, segundo Amano, um "claro avanço do ponto de vista da verificação".

Segundo esta agência da ONU, o Irã respeita seus compromissos, que supõem uma limitação estrita das suas capacidades nucleares.

stu-phs/lpt/pa/eg/db

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos