Americanos casados têm relações sexuais com menos frequência (estudo)

Miami, 7 Mar 2017 (AFP) - Os americanos estão fazendo menos sexo do que fizeram nas duas últimas décadas, e as pessoas que são casadas ou moram juntas relataram a maior queda nesta frequência, disseram pesquisadores na terça-feira.

Em média, os casais, casados ou que vivem juntos, tiveram 16 vezes menos relações sexuais por ano em 2010-2014, em comparação com 2000-2004, disse a pesquisa, baseada em uma amostra de mais de 26.000 adultos americanos que foram perguntados sobre seu comportamento sexual desde 1989.

Entre a população em geral, os americanos fizeram sexo cerca de nove vezes menos por ano em 2010-2014 em comparação com 1995-1999.

"Esses dados mostram uma grande mudança em termos de casamento e sexo em relação às décadas anteriores", disse o autor principal do estudo, Jean Twenge, professor de psicologia na Universidade Estadual de San Diego.

"Na década de 1990, as pessoas casadas faziam sexo com mais frequência do que as pessoas que nunca tinham se casado, mas em meados da década de 2000 houve uma mudança, os solteiros passaram a ser mais sexualmente ativos", acrescentou.

O estudo, que foi publicado na revista Archives of Sexual Behavior, não se aprofundou nas razões desta tendência, mas os pesquisadores disseram que não se devia ao fato de que as pessoas estão trabalhando mais do que nunca.

Na verdade, as pessoas que relataram trabalhar mais horas tiveram relações sexuais com mais frequência do que as pessoas que trabalhavam menos.

Twenge disse que a idade das pessoas parece ser um fator determinante na quantidade de relações sexuais que elas têm.

Gerações mais jovens, como os Millennials (que entraram na idade adulta na década de 2000), tendem a ter relações sexuais com menos frequência do que seus avós quando eram jovens, em parte porque menos deles têm parceiros estáveis.

Um estudo anterior de Twenge e colegas revelou que os Millennials tinham menos parceiros sexuais do que seus antecessores da geração X.

A frequência sexual tende a atingir o ponto máximo em torno dos 25 anos, depois diminui 3,2% por ano, segundo o estudo.

As pessoas em seus 20 anos fazem sexo mais de 80 vezes por ano, e esta frequência cai para 60 vezes por ano aos 45 anos, e 20 vezes por ano aos 65 anos, acrescentou.

"Em um artigo anterior, descobrimos que a felicidade dos adultos com mais de 30 anos declinou entre 2000 e 2014", disse Twenge.

"Com menos sexo e menos felicidade, não é de se admirar que os adultos americanos pareçam profundamente insatisfeitos hoje em dia", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos