Investigados calotes de EUR12.000 em restaurantes na Espanha

Madri, 7 Mar 2017 (AFP) - As autoridades espanholas efetuaram uma primeira detenção relacionada a dois incidentes em que mais de 100 pessoas saíram correndo de seus respectivos restaurantes e deixaram sem pagar mais de 12.000 euros, indicou uma fonte oficial à AFP nesta terça-feira (7).

Após essa prisão, as autoridades buscam um segundo suspeito, assinalou um representante da subdelegação do governo em León.

No dia 27 de fevereiro mais de 100 pessoas saíram correndo de um local em que comemoravam um batizado, em Bembibre, 400 km ao noroeste de Madri.

Os convidados saíram correndo quando iam servir as sobremesas, deixando uma fatura de quase 2.000 euros.

Após saber sobre o caso, o dono de outro restaurante denunciou um incidente similar ocorrido semanas antes em Ponferrada, próximo a Bembibre.

Nesta ocasião foram "200 pessoas" que fugiram em plena comemoração de um casamento, deixando uma fatura de "entre 10.000 e 12.000 euros", indicou à AFP a subdelegação do governo em León.

Uma pessoa foi "detida ontem [segunda-feira] à tarde em Ponferrada, em uma operação conjunta da Polícia Nacional e da Guarda Civil", explicou a fonte.

Além desta detenção, há "outro suspeito, que está sendo procurado", e se supõe que ambos "são pessoas que contrataram o serviço", tanto em Bembibre como em Ponferrada.

Na semana passada, a Guarda Civil indicou à AFP que as pessoas do incidente de Bembibre "não são de nacionalidade espanhola".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos