Irã mantém suspensão de vistos para americanos

Teerã, 7 Mar 2017 (AFP) - O Irã seguirá negando o visto aos cidadãos americanos, segundo o princípio de reciprocidade, após o novo decreto do presidente americano Donald Trump, que proíbe a entrada durante 90 dias de cidadãos de seis países, entre eles o Irã.

"Nossa decisão anterior após o primeiro decreto de Trump segue em vigor. Não precisamos tomar uma nova decisão", declarou o vice-ministro iraniano das Relações Exteriores, Majid Takht-Ravanchi, citado pela agência Isna.

Em janeiro, Teerã classificou o decreto anterior de Trump de "insultante" e "vergonhoso" e decidiu aplicar o princípio de reciprocidade, suspendendo os vistos para os cidadãos americanos.

Trump assinou na segunda-feira um novo decreto que bloqueia temporariamente a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de seis países muçulmanos, uma versão atenuada de uma ordem anterior que provocou indignação mundial e foi cancelada pela justiça.

O novo decreto, assinado pelo presidente longe das câmeras de televisão, fecha as fronteiras durante 90 dias aos migrantes (e 120 dias aos refugiados) procedentes de Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen.

Mais de um milhão de iranianos vivem nos Estados Unidos e 35.000 entraram no país em 2015, segundo as últimas estatísticas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos