Secretário de Justiça do Havaí quer suspender novo decreto migratório

Washington, 8 Mar 2017 (AFP) - O Secretário de Justiça do Havaí comunicou nesta quarta-feira sua intenção de suspender temporariamente em sua jurisdição o novo decreto migratório do presidente americano, Donald Trump.

Douglas Chin pediu à justiça que examine em um procedimento acelerado uma ordem de suspensão temporária do decreto para "permitir que o tribunal escute os argumentos do estado antes da aplicação do decreto no dia 16 de março", segundo um comunicado.

James Robart, um juiz federal de Seattle (estado de Washington), bloqueou temporariamente no dia 3 de fevereiro a aplicação da primeira versão do decreto em todo o território americano, alegando que provocaria "um prejuízo irreparável".

O ministro da Justiça deste estado, Bob Ferguson, reconheceu na segunda-feira várias grandes "capitulações" no novo texto, que pretende analisar nos próximos dias.

O presidente americano apresentou na segunda-feira uma versão corrigida do decreto que proíbe temporariamente a entrada nos Estados Unidos de refugiados e cidadãos de seis países de maioria muçulmana.

bur-are/vog/jb/yow/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos