Síria: nova rodada de negociações de paz em 23 de março

Nações Unidas, Estados Unidos, 9 Mar 2017 (AFP) - O governo e os grupos opositores sírios foram convidados a retomar as negociações de paz em 23 de março, informou nesta quarta-feira o enviado especial da ONU, Staffan de Mistura.

Mistura divulgou a nova data após relatar ao Conselho de Segurança das Nações Unidas o resultado da última rodada de conversações sobre a guerra na Síria, deflagrada há seis anos.

"Minha intenção é reunir os convidados de novo em Genebra para fazer a quinta rodada (de negociações) em 23 de março", explicou à imprensa.

Essa nova rodada abordará temas como o sistema de governo e o processo constitucional, eleições, antiterrorismo e reconstrução do país, afirmou Mistura.

A União Europeia e os Estados Unidos acolherão em 5 de abril uma conferência em Bruxelas sobre a reconstrução da Síria, embora tenha sido determinado que a ajuda só começará a chegar quando a transição política estiver sendo implementada.

A embaixadora americana ONU, Nikki Haley, disse à imprensa após a reunião do Conselho que o governo de Donald Trump apoia o processo de paz sírio e quer que as negociações em Genebra continuem.

"A Síria não pode continuar sendo um refúgio seguro para terroristas", declarou. "Temos que garantir que o Irã e seus representantes fiquem fora".

Rússia e Irã apoiam militarmente as forças do presidente sírio, Bashar al Assad, contra os rebeldes opositores, que recebem ajuda da Turquia, dos Estados Unidos e dos países do Golfo.

"Continuaremos acompanhando o processo, o apoiamos e queremos uma solução", acrescentou.

Rússia, Turquia e Irã terão uma reunião em Astana para preparar as negociações de Genebra.

A rodada anterior foi bloqueada pelo futuro político de Assad, acusado pelo bloco ocidental de avivar a violência que deixou mais de 310.000 mortos desde o início da guerra, em março de 2011.

O enviado da ONU se mostrou otimista, apesar de ter reconhecido que não houve "milagres". "Conseguimos mais do que muita gente achava que poderíamos".

"Ninguém foi. Todo mundo ficou (na mesa). Estavam concentrados. Tínhamos uma agenda de temas. Tínhamos um programa e conseguimos algum acordo", ressaltou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos