Traficantes de pessoas matam mais de 20 migrantes na Líbia

Trípoli, 8 Mar 2017 (AFP) - Mais de 20 migrantes da África subsaariana morreram em mãos de traficantes de pessoas em uma praia da Líbia depois de terem se negado a entrar em um barco rumo à Europeia, informou uma fonte da segurança.

Os migrantes clandestinos, que pretendiam se arriscar na perigosa travessia do Mediterrâneo, se negaram a entrar no barco por caus do mau tempo.

A organização Crescente Vermelho confirmou o drama, que aconteceu no final de semana passado na praia de Sabrata, mas não entrou em detalhes.

Em Genebra, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) indicou que tinha informação sobre a morte de 22migrantes.

"Parece que houve um tiroteio entre os traficantes, o que provocou a morte dos 22 migrantes", informou.

Seis anos depois da queda de Muamar Khadafi, a Líbia, mergulhada numa luta pelo poder e violência, se converteu num centro de passagem da migração clandestina para a Europa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos