EUA aprovam envio de 400 militares a mais à Síria

Washington, 9 Mar 2017 (AFP) - Os Estados Unidos aprovaram o envio de 400 militares para a Síria para apoiar a ofensiva em Raqa, reduto do grupo Estado Islâmico, informou nesta quinta-feira um porta-voz militar americano.

"São forças temporárias", indicou o coronel John Dorrian, porta-voz militar em Bagdá, que confirmou as informações reveladas pelo New York Times.

Desde outubro de 2015, 500 militares americanos aconselham na Síria os combatentes que lutam contra o EI, especialmente a aliança entre curdo-árabe das Forças Democráticas da Síria (FDS).

A Casa Branca estuda atualmente propostas do Pentágono para intensificar a luta contra o EI no Iraque e na Síria.

Durante a campanha eleitoral, Donald Trump não poupou provocações aos generais americanos e ao ritmo lento dos avanços militares contra os extremistas no Iraque e na Síria.

Entre as alternativas discutidas pela nova administração estão o aumento do número de conselheiros militares americanos na Síria e no Iraque e autorizar o envio de tropas para participar diretamente na luta contra os jihadistas.

O ex-presidente Barack Obama se opôs a esta última possibilidade, embora tenha autorizado o envio de 500 conselheiros para a Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos