Supostos ataques da coalizão internacional matam 14 civis na Síria

Beirute, 9 Mar 2017 (AFP) - Ao menos 14 civis, incluindo seis crianças, morreram nesta quinta-feira em ataques aéreos atribuídos à coalizão internacional antijihadista contra um vilarejo do norte da Síria controlado pelo grupo Estado Islâmico (EI), denunciou uma ONG.

"Os ataques atingiram o vilarejo de Al-Matab depois da meia-noite e provavelmente foram obra da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos", afirmou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Al-Matab fica em um ponto de uma rodovia estratégica que liga Raqa - principal reduto do EI na Síria - com a cidade de Deir Ezor, capital da província vizinha, rica em petróleo.

Na segunda-feira, combatentes das Forças Democráticas Sírias, uma aliança árabe-curda apoiada por Washington, cortaram a estrada para cercar os jihadistas em Raqa.

A coalizão apoia com ataques aéreos e com a presença de assessores a ofensiva iniciada em novembro pelas FDS contra Raqa.

O governo americano anunciou na quarta-feira a instalação de uma bateria de artilharia dos Marines na Síria para apoiar a ofensiva. O envio de armamento representa o maior envolvimento dos militares de Washington na Síria, onde chegam atualmente a 500.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos