Shopping é fechado na Alemanha por medo de atentado

Berlim, 11 Mar 2017 (AFP) - Enquanto a Alemanha está em alerta diante da ameaça de ataques extremistas, a polícia fechou neste sábado um shopping em Essen (oeste) por medo de um atentado.

Nenhuma arma ou explosivo foi apreendida até o início da tarde deste sábado no grande complexo comercial que permanece fechado ao público. Mas a polícia informou a detenção de um homem e disse estar interrogando um segundo.

A polícia de Essen havia anunciado esta manhã ter "indícios concretos sobre um possível ataque" contra este complexo de 200 lojas no centro da cidade e anunciou o fechamento do local.

O alerta "diz respeito apenas ao shopping de Limbecker Platz", um dos maiores do país, indicou a polícia, tentando tranquilizar a população desta cidade de meio milhão de habitantes.

Os agentes entraram no edifício com brigadas caninas.

Um cordão de isolamento afastava os curiosos, enquanto todos os acessos, incluindo metrô e estacionamentos, foram fechados.

No início da tarde, a polícia realizou a primeira operação em um apartamento em Oberhausen, uma cidade a poucos quilômetros de Essen. Seu locatário, cuja identidade não foi revelada, "está sendo ouvido", afirmou a polícia, que abriu uma investigação criminal.

Um segundo homem foi preso, também em Oberhausen, acrescentou a polícia.

Série de alertasO jornal alemão Bild afirma que os serviços de inteligência alemães estavam cientes de um projeto "de ataque por vários homens-bomba contra o shopping".

A polícia reconhece ter sido alertada para esta ameaça por um "outro serviço". Mas nenhum órgão federal alemão quis confirmar participação na operação ou especificar a natureza ou a origem da ameaça.

Um porta-voz do ministério do Interior, Tobias Plate, afirmou à AFP que a operação estava a cargo da polícia local, reconhecendo que seu ministério estava em "contato permanente" com o GTAZ, o centro de combate ao terrorismo, que não tem qualquer papel operacional.

A última, de uma série cada vez mais, de alertas de segurança na Alemanha remonta a última quinta-feira. Na mesma região, em Düsseldorf, um kosovar de 36 anos, que sofre de esquizofrenia paranoide, feriu nove pessoas em um ataque na estação Central de Düsseldorf.

As autoridades alemãs estão em alerta por causa da ameaça jihadista na Alemanha, particularmente desde o atentado com caminhão que matou 12 pessoas em dezembro em Berlim, reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

O movimento jihadista vive nos últimos dois anos um boom no país. Os serviços de inteligência nacionais estimam em cerca de 10.000 o número de radicais islâmicos no país, dos quais 1.600 são suspeitos de serem capaz de agir passar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos